Utilidades

Dicas e Informações

Encontre aqui dicas e informações que você precisa saber sobre perda auditiva e aparelhos auditivos!

O ouvido humano é um órgão altamente sensível que nos capacita a perceber e interpretar ondas sonoras em uma ampla gama de frequências (20 à 20.000 Hz).

O ouvido tem um papel importante na comunicação e no equilíbrio do corpo e constitui-se basicamente de três partes principais:

Orelha Externa

Inclui o pavilhão auricular, meato acústico externo e membrana timpânica. A orelha externa é responsável por captar os sons vindos do ambiente e levá-los à orelha média. O pavilhão auricular irá captar as ondas sonoras, que serão conduzidas pelo meato acústico externo, até chegar à membrana timpânica, que vibrará.

Orelha Média

Onde se encontra os menores ossos do corpo humano, o martelo, a bigorna e o estribo. Estes três ossículos estão ligados à membrana timpânica e orelha interna, transmitindo as vibrações. A tuba auditiva também está presente na orelha média, sendo responsável pela pressão aérea.

Orelha Interna

Na orelha interna, o som é processado pela cóclea e as informações que afetam o equilíbrio são processadas pelos canais semicirculares. A cóclea é preenchida por um líquido e por minúsculas células ciliadas em toda a sua extensão da cóclea. A onda sonora causa o deslocamento do líquido e por consequência as células ciliadas se movimentam e se curvam. Tal processo dispara uma reação química que transmite a mensagem para a extensão do cérebro responsável por interpretar a audição.

A DEFICIÊNCIA AUDITIVA

A deficiência auditiva é a redução ou a perda total da audição. Os sintomas, causas, tipos e graus da perda de audição podem ser inúmeros.

Sintomas da perda auditiva

Alguns sintomas de perda auditiva incluem:

– Dificuldade para escutar em reuniões familiares, salas de concertos, teatros, local de trabalho, etc.

– Dificuldade para escutar a televisão e/ou telefone.

– Dificuldade para entender a conversação em um grupo de pessoas.

Os indivíduos afetados por uma perda auditiva, freqüentemente desenvolvem formas para tentar ouvir melhor em situações difíceis. Essas formas incluem:

– Pedir aos outros que repitam as falas.

– Virar a cabeça de lado direcionando-a para os sons ou para quem está falando.

– Elevar o volume da TV, rádio ou equipamento de som.

– Evitar reuniões sociais.

– Fingir entender a mensagem recebida.

 Nossas duas orelhas funcionam como antenas de radar que registram os sinais acústicos vindos de inúmeras direções. As estruturas complexas de cada orelha processam os sinais recebidos e os transmitem ao cérebro, onde interpretamos nosso ambiente acústico.

Quando as orelhas captam o som, o cérebro calcula de que ângulo veio o som. Isto é possível, pois a orelha mais próxima do som o recebe micro-segundos antes da outra orelha.

Com apenas uma orelha funcionando adequadamente, a origem do som não pode ser determinada.

Suponhamos, por exemplo, o som de um carro se aproximando: o ouvido mais próximo recebe o som um pouquinho antes que o outro, e levemente mais alto. Usando as informações acústicas processadas com precisão, o cérebro consegue calcular a direção de aproximação do caminhão, além da distância que o caminhão se encontra.

Outro fator importante é que com a somação das duas orelhas há a melhora na compreensão de fala.

Com isso, podemos afirmar que a adaptação binaural traz inúmeras vantagens, como: localização sonora, somação binaural, melhoria da compreensão de fala em ambientes ruidosos, dentre outros.

 O CrosLink é um sistema de tecnologia sem fio que permite a comunicação aperfeiçoada quando uma orelha não pode se beneficiar do uso do Aparelho Auditivo e a outra orelha pode se beneficiar ou possui audição normal.

O Sistema CROSLink consiste de um transmissor CROSLink para ser utilizado na orelha que não se beneficia do uso do Aparelho Auditivo e de um Receptor CrosLink que deve ser acoplado através de uma sapata de audio a um Aparelho Auditivo convencional.

 Adaptação Aberta é a adaptação feita com aparelho auditivo retroauricular em que não há o uso de molde convencional e sim de um micro-tubo e uma oliva aberta, proporcionando ao usuário mais conforto na adaptação. É indicado para pacientes com perda auditiva em rampa de grau leve a moderado e soluciona queixas de efeito de oclusão e autofonia.

Há hoje no mercado aparelhos específicos para a adaptação aberta, que trazem além de todo o beneficio do tipo de adaptação, a incrível discrição com os modelos microRetroauriculares. Os aparelhos microRetroauriculares são minúsculos aparelhos que praticamente desaparecem na orelha do usuário.

 O desumidificador é um acessório utilizado para retirar a umidade do aparelho auditivo. A umidade ambiente, a transpiração do dia a dia e o cerúmen ocasionam umidade no aparelho auditivo e conseqüente dano do circuito interno. A umidade pode causar corrosão interna e afetar inclusive o funcionamento do microfone e receptor, comprometendo o aparelho auditivo.

O desumidificador contém a sílica que irá absorver a umidade do aparelho auditivo. Para proteger o aparelho contra os danos que a umidade pode causar, aproveite o período que ele não está em uso e coloque-o diariamente em um recipiente com a cápsula desumidificadora.

O uso do desumidificador é fundamental para prolongar a vida útil e manter a qualidade do seu aparelho auditivo!

O Sistema FM é o melhor artifício para a melhoria da qualidade auditiva de pacientes deficientes auditivos que se queixam de má compreensão da fala em ambientes ruidosos.

Tanto os indivíduos usuários de aparelhos auditivos, quanto os usuários de implante coclear e BAHA sentem dificuldades em algumas situações auditivas desafiadores. Geralmente situações que envolvam a distância da fonte sonora, posição desfavorável numa sala com ruído de fundo, ambientes reverberantes com sons de TV, rádio ou computador.

Com o Sistema FM o sinal é enviado sem fio diretamente ao aparelho auditivo. Assim, a intensidade e qualidade do som permanecem constantes mesmo com a distância entre o locutor e o indivíduo com deficiência auditiva.

O sistema FM consiste de um transmissor e um receptor. O transmissor, que deve estar situado próximo à fonte sonora, possui um microfone que capta o sinal via frequência modulada e envia diretamente ao receptor que estará acoplado ao aparelho auditivo.

 

Com isso, podemos afirmar que o sistema FM melhora significativamente o reconhecimento da fala na presença de ruído de fundo.

Pesquisas apontam que ele é o melhor dispositivo capaz de solucionar queixas relacionadas com a compreensão no ruído, distância da fonte sonora e ecos.

O Sistema FM traz resultados espetaculares para deficientes auditivos de qualquer faixa etária, inclusive adultos e idosos.

Qual o benefício da utilização do FM?

O objetivo principal do sistema FM é trazer o sinal da fonte sonora próximo ao usuário. Mesmo com a fonte sonora distante ou com ruído de fundo, o sinal enviado para o paciente via sistema FM é limpo e audível, como se a fonte sonora estivesse ao lado da orelha do usuário. O sistema FM favorece a compreensão em diversas situações típicas do dia-a-dia, como por exemplo:

DIÁLOGO – Em casa, numa rua movimentada, no shopping, reunião ou no restaurante.

CONVERSAS EM GRUPO – Em reunião de família, restaurante cheio, reuniões de negócios ou conferências.

LIGAÇÕES TELEFÔNICAS – Os sistemas de comunicação sem fio da Phonak viabilizam acesso a todas as funcionalidades dos modernos aparelhos de telecomunicação.

TELEVISÃO E MÚSICA – Garante acesso à gama completa de tecnologias de informação e entretenimento da atualidade.

ESCOLAS E OUTROS ESTABELECIMENTOS DE ENSINO – Nas aulas em escolas e universidades, em passeios e excursões.

TRANSPORTES – Em carros, trens, metrôs e ônibus.

ATIDADES ESPORTIVAS – Andando de bicicleta, jogando golfe, correndo, etc.

LAZER – No teatro, concertos, museus, cinema, missas ou ainda em encontros comunitários.

  • Cadastre-se

    Receba nossas novidades por e-mail

  • Facebook

  • Hermany Audiologia 2014 - Todos os direitos reservados